Comunicação Integrada

In: Business and Management

Submitted By mivanovitch
Words 591
Pages 3
COMUNICAÇÃO INTEGRADA
A importância das ações da Comunicação Interna alinhada à Comunicação Externa
PUC RIO Setembro/2010 b /

Desenrola: O que é Comunicação Integrada? www.nosdacomunicacao.com Como você define comunicação?

A comunicação é um processo que envolve a troca de informações e utiliza os sistemas simbólicos como suporte para este fim de forma direta ou através de interfaces que promovem esta interação interação.

Emissor

Canal de Transmissão

Receptor p Feedback

Quantas áreas de uma empresa respondem pela sua comunicação?

Comunicação Corporativa
Consolida a id id d social i l identidade da empresa no mercado

Comunicação Interna
Promove a i ã comunicação interna da empresa

Comunicação Mercadológica
Cuida da d da propaganda e d promoção de vendas da empresa

Busca conhecer profundamente seus clientes para satisfazê-los Reforça a imagem R f i das marcas, produtos e serviços da empresa

Quantas pessoas são responsáveis pela comunicação de uma empresa?

investidores colaboradores consumidores id concorrentes clientes acionistas funcionários fornecedores

Comunicação no Passado

Informação hierarquizada e tendenciosa Unidirecional 1 para muitos it

Comunicação Hoje

Informação democratizada Pluridirecional Muitos M it para muitos it

Enquanto isso, no Mundo Corporativo...

Rádio Peão/Tamanco

Enquanto isso, no Mundo Corporativo...

Com todas as possibilidades de transmissão disponíveis no momento e a enorme velocidade como as trocas se processam, é cada vez maior o desafio de manter a unidade quando se trata dos valores pelos quais uma empresa deseja ser reconhecida. Principalmente quando as suas áreas operam d desconectadas entre si. d i

As empresas, assim como p , os seres humanos, não podem ser explicadas apenas li d pela soma de seus componentes componentes.

As empresas precisam olhar…...

Similar Documents

Comportamento Organizacional

...comportamento organizacional João Ribeiro Colecção Ferramentas para o Empreendedor Governo da República Portuguesa Ficha Técnica Título: Manual Técnico do Formando: “Comportamento Organizacional” Autor: João Ribeiro Colecção: Ferramentas para o Empreendedor Impressão: Fevereiro de 2008 Produção Gráfica e Paginação: EduWeb Edição: ANJE - Associação Nacional de Jovens Empresários e EduWeb Promotor: Parceiro: Co-financiado por: UNIÃO EUROPEIA - FUNDO SOCIAL EUROPEU , ESTADO PORTUGUÊS, POEFDS Governo da República Portuguesa Comportamento Organizacional 3 Índice Índice 7 22 39 53 70 Capítulo 1 - Liderança Capítulo 2 - Comunicação Capítulo 3 - Negociação e Mediação nas Organizações Capítulo 4 - Aprendizagem e Inovação Capítulo 5 - Trabalho de equipa Comportamento Organizacional 4 Introdução As Organizações são sistemas cujo grau de complexidade sendo variável, carecem de uma análise aprofundada de maneira a conseguir obter-se uma razoável visão e compreensão das mesmas. Enquanto sistema, uma organização é composta por vários subsistemas os quais se inter-relacionam e interinfluenciam de forma que o todo é maior do que a soma das suas partes ou elementos. Este princípio chave da teoria sistémica tem implicações directas na forma como as organizações são abordadas, estudadas e compreendidas. As organizações enquanto entidades vivas e dinâmicas devem possuir algumas capacidades, como sejam a capacidade de se renovarem, inovarem, aprenderem, ajustaremse às mudanças......

Words: 31216 - Pages: 125

Marketing

...clientes -Fazer Comunicação conhecer - Fazer gostar -Fazer agir -Conjunto Marketing Alvos de pessoas susceptíveis de comprar ou consumir o produto -Alvos: clientes actuais (fidelização) e potenciais (conquista) -Clientes actuais, Comunicação potenciais influenciadores, comunicação social, público interno, entidades oficiais, autarquias, sindicatos Lugar que queremos dar ao produto no mercado (pp de identificação) contra uma concorrência com uma imagem específica (pp de diferenciação) «Imagem» de posicionamento de marketing Política traçada para as quatro variáveis de acção de Mkt hierarquizando os seus contributos Escolha sobre os instrumentos de comunicação a utilizar Marketing Posicionamento Comunicação Marketing Mix Comunicação 4 Diagnóstico • Anunciante • Mercado • Estratégia de marketing em diferentes vertentes  ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO COERENTE 5 Com o diagnóstico…Grelha do anunciante 1. Caracterização do anunciante 2. Dimensões do mercado 3. Compradores e consumidores 4. Concorrência 5. Portfólio de Produtos 6. Distribuição 7. Programa de vendas 8. Publicidade 9. Promoções de vendas 10. RP 11. 12. 13. 14. Marketing directo Patrocínio Merchandising Comunicação online 6 Estratégia de comunicação Conjunto de decisões integradas que permite à organização atingir os objectivos esperados, bem como definir os meios a implementar para os concretizar. 1. O que pretende obter? Quais os objectivos da comunicação alvo 2. Como......

Words: 1697 - Pages: 7

Não Faço Ideia

...Exemplos de campanhas de comunicação 5 5. Era Conceptual 6 6. Criatividade e Motivação 7 7. Conclusão e Análise Crítica 9 8. Bibliografia 11 1. Introdução No dia 15 de Fevereiro de 2013, Vasco Durão, Brand Strategist Director na Agência de Design Mola Ativism, compareceu no auditório Madeira Correia da Escola Superior de Comunicação Social para, no âmbito dos Seminários de Publicidade e Marketing I, III e IV, dar uma conferência com o tema "Não faço ideia. Como fazer a diferença no mundo da Comunicação”. Responsável por algumas das mais criativas campanhas de comunicação realizadas a nível nacional, Vasco Durão publicou recentemente o livro “Não faço ideia” – um ensaio sobre alguns dos grandes desafios do Mundo da Comunicação. Durante cerca de 1 hora foram-nos apresentados alguns conceitos e ideias que, quando aplicados de forma correcta, poderão a ser-nos úteis enquanto futuros profissionais de uma área onde saber comunicar é vital. Serve esta recensão para descrever os temas abordados por Vasco Durão durante a sua intervenção, procurando analisar as suas principais ideias. Assim, no ponto 2, será apresentada uma pequena biografia profissional de Vasco Durão, bem como uma descrição do trabalho da Agência Mola Ativism. O ponto 3 dará destaque ao livro “Não faço ideia”. Serão descritas algumas das principais ideias presentes no mesmo bem como o seu design pouco convencional. O ponto 4 apresentará algumas das campanhas de comunicação mais representativas do......

Words: 2574 - Pages: 11

Teorias Da Comunicação

...Teorias da Comunicação 1.1 Linguagem, língua, fala e discurso – Bibliografia: Júlia Kristeva – História da Linguagem; Adriano Duarte Rodrigues - Comunicação e Cultura; Introdução - A linguagem é um objecto de reflexão específico há vários anos, mas a ciência linguística é muito recente. - Uma das mais importantes características da nossa época é a concepção da linguagem como “chave” do Homem e da história social, como via de acesso às leis do funcionamento da sociedade. Hoje, a linguagem, cuja prática o Homem sempre dominou, é isolada e “colocada à distância” para ser captada enquanto objecto de conhecimento particular. - A relação do sujeito falante com a linguagem conheceu duas etapas: primeiro, pretendeuse conhecer o que já se sabia praticar (a linguagem), ou seja, obrigou-se o falante a dizer o modo como diz, o que permitiu ao Homem não se considerar já como entidade soberana mas analisar-se como um sistema falante na linguagem. Em seguida, projectou-se o conhecimento científico da linguagem sobre o conjunto da prática social. Linguagem… - Cada época e cada civilização vê a linguagem em função dos moldes (crenças, ideologia…) que a constituem a si própria. Assim, actualmente, são as visões da linguagem como sistema e os seus problemas de funcionamento que predominam. Linguagem, fala, língua, discurso… - Independentemente da época ou civilização, a linguagem é tomada como um sistema extremamente complexo. - Vista do exterior, a linguagem reveste-se de um carácter material......

Words: 12687 - Pages: 51

Lovemarks

...por meio da ótica de seu posicionamento estratégico, identidade visual e comunicação através do site institucional da empresa e da página institucional da marca na plataforma social Facebook. O objeto da pesquisa é a marca de bebidas “Do bem”. Parte-se de uma breve levantamento da presença da marca nas plataformas mencionadas, relatos de um consumidor impactado pelas estratégias utilizadas e de revisão bibliográfica sobre o tema. Conclui-se que através do posicionamento e escolhas estratégicas da empresa que a marca “Do bem” tem as características necessárias para ser considerada uma lovemark. Palavras Chave: Comunicação, lovemarks, mídia social, estratégia; fidelização. Abstract: This article aims to analyze the construction of a lovemark through the lens of its strategic positioning, branding and communication through the company website and corporate brand page on Facebook social platform. The object of research is the brand of drinks “Sucos do bem”. It starts with a brief survey of brand presence on the platforms mentioned reports of a consumer impacted by the strategies used and reviewed the literature on the subject. We conclude that by positioning and strategic choices that the company's brand of “Sucos do bem” has the core characteristics to be considered a lovemark. 1 Artigo desenvolvido inicialmente em junho de 2011, para a disciplina de Metodologia Científica, do MBA em Gestão da Comunicação Online, Marketing Digital e Publicidade na Internet – COMDPI, e......

Words: 3602 - Pages: 15

A Comunicaçao Integrada de Marketing

...A Comunicação Integrada de Marketing Atualmente, os produtos e serviços estão cada vez mais similares, tanto em suas características quanto qualidade, assimilando-se a commodities. Dessa forma, a diferenciação em relação à concorrência resume-se à capacidade de compreender desejos e necessidades dos consumidores, comunicando e trocando informações, e adaptando-se com eficácia às mudanças. Sendo um elemento de expansão de promoção de mix de marketing, a Comunicação Integrada de Marketing (CIM) tem como base um sistema gerencial integrado que desenvolve uma comunicação estratégica junto ao mercado, promovendo, posicionando e divulgando produtos, serviços, marcas, benefícios e soluções. Para processar as mudanças constantes que ocorrem no ambiente, é necessário que a empresa compreenda os caminhos do mercado e dê um direcionamento estratégico aos seus negócios. Atuando nesse papel, a CIM busca ampliar a integração com o mercado e ajuda no desenvolvimento de uma comunicação eficaz, fundamental para a criação da consciência da marca e o estabelecimento de uma imagem positiva na mente do consumidor. É importante que todos os membros da organização estejam envolvidos no processo de CIM e entendam o que está sendo comunicado ao cliente. A CIM abrange diversas ferramentas de comunicação, como propaganda, publicidade, assessoria de imprensa, promoção de vendas, patrocínios, venda pessoal, internet, marketing direto, eventos culturais e relações públicas. A CIM...

Words: 499 - Pages: 2

Parfois- Case Study

... ● ● ● PGGP - PGE - Parfois PGGP - PGE - Parfois 15 CONTEXTO INTERNO ACTIVIDADES PRIMÁRIAS Desenvolvimento de Novos Produtos • Iniciado com equipas de design nos escritórios de Rio Tinto e em Barcelona • Conhecimento aprofundado sobre as tendências da moda com presenças de elementos das equipas nos principais eventos de moda Produção • Regime de “Outsourcing” – chave-na-mão com supervisão da Parfois • Mercados com mão-de-obra barata – China e Índia PGGP - PGE - Parfois PGGP - PGE - Parfois 16 CONTEXTO INTERNO ACTIVIDADES PRIMÁRIAS Distribuição • Em regime de parcerias com empresas de transportes Marketing e Comercial • Define a forma de promover a marca e os produtos • Estabelece a comunicação dentro da empresa • Elaboração de “Newsletters” Vendas • Comercialização do produto para o consumidor final PGGP - PGE - Parfois PGGP - PGE - Parfois 17 CONTEXTO INTERNO ACTIVIDADES DE SUPORTE Logística Recepção de produtos Armazenamento de produtos Recolha de produtos encomendados Preparação dos produtos para entrega ao cliente Processo “Pick and Put” Tecnologias de Informação • Sistema “Put to Light” Administrativo & Financeiro • Estrutura Linear PGGP - PGE - Parfois PGGP - PGE - Parfois 18 PARFOIS ANÁLISE SWOT 25 de Março ANÁLISE SWOT ANÁLISE DE AJUSTE (TOWNS) AMEAÇAS • Produtos de contrafação • Recuperação Económico-Financeira Mundial desalinhada das perspetivas de......

Words: 1188 - Pages: 5

O Valor Da Comunicação Numa Start-Up

...13-12-2014 O Valor da Comunicação numa Star-up Carlos Alves Pós graduação em Gestão O valor da Comunicação numa Start-up O valor da comunicação A comunicação é um fator decisivo para a imagem de toda e qualquer organização, independentemente da sua dimensão ou antiguidade. 13-12-2014 Pós Graduação Gestão – Carlos Alves 1 13-12-2014 O valor da Comunicação numa Start-up Diagnóstico de Comunicação Para a estruturação de um plano de comunicação é necessário conhecer a fundo a empresa, quer no seu objeto social, quer no seu funcionamento interno, incidindo, em particular, nos processos de decisão e implementação da gestão 13-12-2014 Pós Graduação Gestão – Carlos Alves O valor da Comunicação numa Start-up Caracterização da empresa A EK foi constituída em 2011 e tem como atividade serviços de criação, desenvolvimento, produção e comercialização de uma grande variedade de produtos, nomeadamente artigos decorativos e alimentares. 13-12-2014 Pós Graduação Gestão – Carlos Alves 2 13-12-2014 O valor da Comunicação numa Start-up Caracterização da empresa (continuação) Tratando-se de uma Start-up, a EK tem uma estrutura muito reduzida, sendo a produção assegurada por outsourcing e a promoção por comissionistas. 13-12-2014 Pós Graduação Gestão – Carlos Alves O valor da Comunicação numa Start-up Missão Tem na sua missão a conceção, desenvolvimento e comercialização de produtos inovadores comestíveis ou não......

Words: 1120 - Pages: 5

Audi - Marketing Ci

...Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Trabalho de Comunicação Integrada Redução dos Preços Contra Concorrência – Empresa Audi Rio de Janeiro 2014 Sumário Introdução 3 Diagnóstico de Comunicação 3 Comunicação institucional 3 Comunicação Interna 5 Comunicação mercadológica 5 Forças e Fraquezas da comunicação da empresa (ou produto) analisada (DOUGLAS) 6 Objetivo Principal 7 Fonte 8 Introdução Esse presente trabalho tem o objetivo apresentar o planejamento estratégico de comunicação da empresa Audi. A empresa surgiu no Brasil em 1993 quando a importação e venda de carros da marca foi realizada. Em 2005 a Audi AG assumiu 100% das operações no Brasil. Em 2013 apresentou um crescimento de 35% em vendas no território brasileiro com a comercialização de mais de 6.500 unidades. Seu posicionamento é de uma marca Premium e esportiva. A estratégia de comunicação que será desenvolvida ao longo do trabalho é sobre a redução de preço em um modelo da linha Audi para fazer frente à concorrência. Essa comunicação precisa ser feita de uma forma clara para que ela não afete negativamente seu posicionamento. Diagnóstico de Comunicação Comunicação institucional Avaliação dos públicos principais para o composto Hoje os principais públicos que são afetados pela comunicação institucional da Audi são os consumidores e público alvo que ainda não consumiu, porém está propenso a consumir. De acordo com a reportagem da rede Globo, este público é de......

Words: 2339 - Pages: 10

Integrated Marketing Communication

...precisam de utilizar a comunicação de forma estratégica, isto é, as ferramentas de comunicação de forma coordenada e integrada de modo a que transmitam a mesma mensagem em todos os canais e esta deve clara, concisa e atrativa. A CIM está a tornar-se não apenas uma escolha, mas sim uma necessidade para muitas empresas. desperta a obrigatoriedade de uma coordenação de vários elementos comunicacionais e outras actividades de Marketing que comuniquem com os clientes e consumidores da empresa. Actualmente as empresas apercebem-se que devem mudar a sua posição no mercado e a sua forma de promover os produtos e serviços, sendo a Comunicação Integrada de Marketing de extremo valor para o trabalho dos marketeers, num ambiente de comunicação caracterizado por rápidas mudanças (Belch e Belch, 2003). Assim, torna-se imprescindível para a empresa definir como quer e como vai comunicar com os seus clientes e potenciais clientes, sendo que a Comunicação Integrada de Marketing permite às empresas coordenar e gerir a sua comunicação, garantindo a consistência da mensagem transmitida aos seus clientes, sobre os seus produtos e serviços (Belch e Belch, 2003). A Comunicação de Marketing permite às empresas informar, persuadir, incitar e relembrar os consumidores das suas marcas, sendo que, nos últimos anos, a Comunicação de Marketing sofreu profundas alterações. Uma das mais importantes alterações ocorridas consiste no aumento e na diversidade de opções de comunicação disponíveis, para que......

Words: 1100 - Pages: 5

Comunicação E Animação de Grupos

...Exercício Módulo A3 Comunicação e Animação de Grupos 1. O que deve o formador considerar quando comunica com os formandos? Comunicar pressupõe a existência de um emissor, de um receptor e de uma mensagem a transmitir. No entanto, a transmissão dessa mesma mensagem pode ser feita de diferentes formas, verbais ou não verbais. Assim, o formador deve ter em conta os formandos a que a mensagem se dirige, de forma a adaptá-la e receber o correcto feedback. A este nível, referimo-nos à comunicação verbal, expressa por palavras, através da oralidade ou da escrita. Mas comunicar contempla ainda o nível não verbal, onde se incluem a comunicação cinésica, com os gestos, expressões faciais e movimentos corporais, e paralinguística, que está relacionada com o modo de falar do emissor, ou seja, o seu tom, pronúncia, etc. É importante que o formador se esforce por criar uma sensação de empatia junto dos formandos, de forma a facilitar a comunicação. Para isso, deve assumir uma postura positiva que mostre receptividade e abertura, evitando cruzar os braços, por exemplo. Os gestos do formador podem ser encenados de forma a evidenciarem um determinado tipo de reacção ao feedback dos formandos. Também é importante que os gestos vão reflictam a sua mensagem verbal, evitando que caia em contradição. A sua apresentação também conta, e por isso, adaptar a sua imagem ao grupo de formandos. Por tudo isto, podemos perceber a complexidade da comunicação, e o formador deve ter sempre......

Words: 387 - Pages: 2

Comentário Ao Artigo Científico Sobre Organizações Virtuais

...computadores, muitas vezes referida apenas como “Network”, é um conjunto de computadores e dispositivos interligados por canais de comunicação que facilitam a comunicação entre os usuários, bem como a partilha de recursos. As “Networks” podem ser classificadas segundo uma grande variedade de características. Uma “Network” de computadores permite a partilha de recursos e informações entre os dispositivos interligados. Neste contexto, podem também ser referidas as “Networks” virtuais. As “Networks” virtuais são, no fundo, redes de computadores em que, pelo menos uma parte é virtual. Fontes: http://pt.wikipedia.org/wiki/Rede http://en.wikipedia.org/wiki/Computer_network Organizações virtuais As organizações virtuais surgiram para responder à competitividade e volatilidade do mercado. Estas formaram-se a partir de uma oportunidade ou necessidade imposta pelo mercado e utilizam como suporte a Tecnologia da Informação. Assim que o objectivo for atingido, a organização virtual “dissolve-se” ou rearranja-se para atingir novos objectivos. As organizações virtuais mostram-se como uma nova forma de estrutura empresarial que permite o estabelecimento de cooperação entre as empresas, colaborando com as suas maiores e melhores competências e comunicando electronicamente como uma maneira estratégica de aumentar a competitividade e abrangência. A comunicação entre e dentro de organizações virtuais é facilitada pela Web, permitindo o seu desenvolvimento de forma amplamente......

Words: 961 - Pages: 4

ImportâNcia Da ComunicaçãO Na AscensãO Social

...Comunicação como Veículo de Ascensão Social Linguagem e Comunicação 01 de Janeiro de 2013 Comunicação como Veículo de Ascensão Social Linguagem e Comunicação 01 de Janeiro de 2013 Comunicação como Veículo de Ascensão Social Linguagem e Comunicação 01 de Janeiro de 2013 Coimbra Índice Resumo…………………………………………………………………………………..4 Introdução 5 1) Definição Inicial dos Conceitos Essenciais 6 2)Importância da Comunicação na Afirmação Social ….……………………………….6 2.1) A Importância da Competência Paralinguística 8 2.2) Facilidade na Mobilidade Social 9 2.3) Conhecimento das Funções da Linguagem e dos seus Mecanismos 9 Conclusão 12 Bibliografia 13 Resumo O individuo, integrado numa comunidade, interage, desde que nasce, com outros, que o influenciam e ajudam-no a desenvolver-se pelo processo de socialização. Todavia, o domínio da competência comunicativa não é algo que se alcance plenamente, devido à natureza arbitrária da linguagem, à ambiguidade das interações sociais, quando estas não ocorrem de acordo com determinadas regras e, ainda, às diferenças entre o modo de comunicação entre diferentes grupos sociais. Para ascender socialmente, o falante deve ser capaz de comunicar com eficácia. Deve ter conhecimento das funções da linguagem e interagir de forma clara, eliminando o espaço para qualquer ambiguidade. Deve, também, ser apto ao nível da competência linguística (conhecimentos de léxico e vocabulário) e competência......

Words: 2931 - Pages: 12

Caso Bcp

...Marketing na Escola de Gestão do ISCTE Agradecemos a colaboração de Paulo Fidalgo, Director de Comunicação e Relações Institucionais, e de Gonçalo Moreira, Gestor de Marca. Este caso foi elaborado para fins pedagógicos e alguns dados podem não corresponder exactamente à realidade. MANUAL DE CASOS PORTUGUESES CASO Millennium bcp 2 CASO MILLENNIUM BCP – A REFUNDAÇÃO DE UMA MARCA Em Setembro de 2003, o Conselho de Administração do Grupo BCP decidiu que o processo de mudança de marca de BCP para Millennium bcp tivesse lugar a 23 de Outubro. A nova marca resultou da necessidade do aproveitamento de sinergias e de criação de uma visão do grupo, que estava disperso por dezenas de marcas de várias redes e produtos Após esta decisão, a Direcção de Comunicação e Relações Institucionais ficou com a missão de apresentar no prazo de uma semana o plano de implementação desta decisão. Após um diagnóstico inicial que aflorou a complexidade de implementação de milhares de procedimentos e aplicações destacaram-se as seguintes alternativas: • desenvolver uma estratégia de implementação através de um “big bang” total com alteração simultânea de todos os procedimentos e aplicações; • • desenvolver uma estratégia de evolução gradualista; desenvolver uma estratégia de “big bang” parcelar com alteração, por blocos, dos procedimentos e aplicações. Nos próximos dias, a Direcção de Comunicação deve produzir um relatório em que, a partir do diagnóstico inicial, sejam definidos......

Words: 2852 - Pages: 12

Ebay

...vendedores?    | Consumidor, solução para o Custo (para o cliente) |   | Conveniência |   | Comunicação |   | Compromisso | | | 17 . |       | _____________ é o conjunto de ferramentas de marketing que a empresa utiliza para alcançar seus objetivos de marketing no mercado-alvo.    | Marketing |   | Ambiente de tarefa |   | Auditoria ambiental |   | Mix de marketing |   | Ferramentas de marketing | | | 18 . |       | A _____________ afirma que a chave para alcançar as metas organizacionais reside no fato de a empresa ser mais efetiva do que a concorrência na criação, entrega e comunicação de valor para o consumidor de seus mercados-alvo selecionados.    | Orientação de relacionamento |   | Orientação de marketing |   | Orientação de comunicação |   | Orientação de produção |   | Orientação de marketing societal | | | 19 . |       | ______________ exige que as empresas incluam considerações sociais e éticas em suas práticas de marketing.    | Marketing de causas sociais |   | Orientação de marketing societal |   | Macromarketing |   | Metamarketing |   | Nenhuma das alternativas | | | 20 . |       | Empresas que utilizam ______________ combinam várias ferramentas de comunicação para entregar uma imagem de marca consistente aos consumidores a cada contato que eles tiverem com a marca.    | Comunicação integrada de marketing |   | Mix de marketing |   | Assessoria de imprensa |   | Mix......

Words: 1992 - Pages: 8